Proteção Solar: Como cuidar da sua pele em suas viagens

Se não for administrado adequadamente, muito sol pode ter efeitos prejudiciais à saúde. O câncer de pele é um dos mais comuns de todos os tipos de câncer, onde são causados pela exposição repetida e desprotegida da pele aos raios ultravioleta do sol ou de fontes como bronzeamento artificial (camas de bronzeamento)

Então, como você pode aproveitar o tempo ao ar livre enquanto mantém sua pele protegida dos efeitos nocivos do sol?

O QUE O SOL PODE FAZER À NOSSA PELE?

Além da luz visível que vemos, o sol emite dois tipos de radiação ultravioleta (UV) – Ultravioleta A (UVA) e Ultravioleta B (UVB) – que são absorvidas pela pele. A radiação UVA, que também é emitida pelas câmaras de bronzeamento, é a mais prejudicial das duas.

Embora a absorção de quantidades excessivas de ambos os tipos de radiação ultravioleta danifique as células da pele, o corpo tem meios de se reparar. Um exemplo disso é o bronzeado, que é o resultado de seu corpo produzir mais melanina, uma substância que adiciona um pigmento mais escuro à pele enquanto protege as células da radiação ultravioleta.

Ocasionalmente, esse processo de reparo pode resultar em mutações que se transformam em câncer de pele. Quanto mais você pede para sua pele se reparar, mais oportunidades você tem para que mutações potencialmente causadoras de câncer ocorram.

Enquanto pessoas com pele clara correm maior risco de desenvolver câncer de pele, pessoas de todas as etnias podem ser afetadas pela exposição ao sol.

COMO PODEMOS PROTEGER NOSSA PELE DO SOL?

A melhor abordagem para proteger a pele deve envolver várias medidas. Isso inclui buscar sombra, sempre que possível, por meio de abrigos, chapéus de abas largas ou guarda-chuvas; usar roupas que protejam a pele e usar protetor solar. Quando se trata de roupas, usar peças  confortáveis ​​que cubram o máximo possível de sua pele. 

E para a pele que não está coberta, o protetor solar é imprescindível. Na verdade, é recomendado o uso de protetor solar facial, que muitas vezes não tem ingredientes que podem obstruir os poros, tanto no rosto quanto nas mãos.

O QUE DEVEMOS PROCURAR NO PROTETOR SOLAR?

O que a maioria das pessoas percebe em seus filtros solares é o FPS, ou  fator de proteção solar, que mede a quantidade de proteção contra a radiação UV que o produto oferece. 

Aplicar protetor solar no rosto e nas mãos todos os dias pode ajudar a prevenir os danos do sol, manter sua pele com aparência mais jovem e diminuir o risco de câncer de pele.

É sempre recomendado o uso de produtos com FPS de no mínimo 30. 

Estão disponíveis produtos com FPS superior, que podem ser mais caros e com proteção mais duradoura. Mas com a maioria dos protetores solares durando apenas na pele por cerca de 80 minutos no máximo – ou consideravelmente menos se você passar um tempo na água – simplesmente reaplicar o protetor solar com FPS https://sport-xl.org/casino/ mais baixo pode ser uma alternativa mais inteligente e eficaz.

Existem dois tipos de filtros solares, um que usa reações químicas para filtrar a radiação UVA e outro que usa ingredientes como óxido de zinco ou dióxido de titânio para criar barreiras físicas na pele aos raios UVA e UVB. 

Embora ambos sejam eficazes, os filtros solares com óxido de zinco ou dióxido de titânio são considerados um trabalho melhor na prevenção de danos à pele e são considerados a escolha mais segura. Estas também são a escolha preferida para uso em crianças.

A maioria das marcas oferece vários tipos de protetor solar, por isso é importante procurar óxido de zinco ou dióxido de titânio entre os ingredientes para ter certeza de que está obtendo a melhor proteção.

Comments are closed.