6 marinas brasileiras para conhecer

O mercado náutico do Brasil registrou um aumento de aproximadamente R$840 milhões em 2021, um crescimento de 10% comparado com o registrado em 2020, em que movimentou cerca de R$761 milhões, de acordo com a Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e Implementos (Acobar). Nesse sentido, o setor foi na contramão de diversos outros segmentos da economia, assim como o mercado imobiliário. Inclusive, o Brasil possui um dos maiores potenciais para o turismo náutico do planeta e, se você está pensando em investir no mercado, acompanhe o post de hoje até o fim e veja 6 cidades para investir.

1 – Itajaí, Santa Catarina

Muitas pessoas procuram pelos apartamentos na planta na Praia Brava em Itajaí, visto que são excelentes para investir e ter uma boa qualidade de vida. No entanto, além disso, a cidade é referência no mercado náutico no estado catarinense, que atualmente é um dos maiores polos brasileiros na produção da indústria náutica. Justamente pelas diversas oportunidades de negócios, muitos procuram por uma imobiliária na Praia Brava em Itajaí a fim de garantir bons lucros e bem-estar no dia a dia.

Vale lembrar ainda que a Marina Itajaí, possui estrutura com capacidade para 355 embarcações em vagas secas e molhadas, sendo um importante polo portuário, náutico e industrial do estado. Além disso, nos próximos anos, pretende comportar mais de 900 embarcações, consolidando-se como um dos maiores complexos náuticos do hemisfério sul. 

Devido à concentração de fabricantes nacionais e internacionais de embarcações, marinas e fornecedores da cadeia, além do fato de ser um importante complexo portuário, o município de Itajaí é um dos principais polos náuticos do país. Como consequência, atraiu a atenção da Catarina Náutica, uma das maiores revendedoras e distribuidoras de suprimentos náuticos do Brasil. Inaugurado em 2021, esse é o maior shopping náutico da região Sul. 

2 – Angra dos Reis, Rio de Janeiro

Angra dos Reis já foi o maior polo náutico do país, sendo responsável por boa parte da fabricação de embarcações de esporte e lazer, como lanchas, iates, veleiros e pequenas embarcações. Isso porque, a cidade conta com muitas vantagens como balneabilidade, condições geográficas, instalações náuticas, além de já ter registrado o maior número de embarcações do Brasil. Atualmente, a cidade oferece não apenas a compra, mas também o aluguel dessas embarcações, assim como é referência em passeios de barco e lanchas, movimentando significativamente a economia local. 

3 – Palhoça, Santa Catarina

Palhoça é outra cidade catarinense que se destaca na indústria náutica, sendo responsável por boa parte da produção do estado. A empresa Scheafer Yacths é uma das maiores do Brasil, sendo referência internacional em lanchas de luxo, possuindo estaleiro em Palhoça que movimenta boa parte da economia da região e do estado. 

4 – Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Com a instabilidade da pandemia e aeroportos fechados, as garagens de barcos registraram um movimento extremamente intenso no período da pandemia. Inclusive, até os dias de hoje o movimento continua crescendo. No Rio de Janeiro, a Marina da Glória, por exemplo, ganhou 10% a mais de barcos abrigados, chegando ao recorde de 300 embarcações. Além disso, a capital carioca foi líder por muitos anos nesse mercado. 

5 – Brasília, Distrito Federal

Ainda que esteja a cerca de mil quilômetros do mar, Brasília conta com um tesouro de 48 quilômetros quadrados de água, o lago Paranoá. Mas, além de sustentar uma população inteira, ele ainda é responsável por abrigar mais de 52 mil embarcações. Inclusive, o entusiasmo do brasiliense com atividades náuticas movimenta ainda mais o mercado de luxo da capital brasileira. Além da compra, muitos ainda podem alugar as embarcações, como lanchas a motos aquáticas. Como consequência, o mercado náutico impulsionou o surgimento de outros comércios ligado ao setor na região, movimentando ainda mais a economia. 

6 – Guarujá, São Paulo

Localizada a poucos quilômetros da capital paulista, Guarujá é um dos mais importantes polos náuticos do Brasil. Inclusive, foi justamente essa proximidade com São Paulo que fez com que os primeiros iates clubes, marinas e garagens náuticas surgissem na região, representando as maiores marcas que equipam barcos, navios e balsas. Conhecida como a Pérola do Atlântico, a cidade conta com praias urbanizadas e selvagens, além de excelente infraestrutura de lazer. Inclusive, o lazer náutico da região é bastante famoso, com frotas de jet-skis e outras alternativas para quem quer se divertir. Além disso, costuma receber feitas do mercado náutico, como a Boat Xperience. 

Conclusão

Então, agora que você sabe mais sobre o mercado náutico no Brasil, entende que esse é um segmento extremamente promissor. Justamente por isso, é importante avaliar as oportunidades do setor para garantir que bons investimentos serão feitos. Inclusive, nosso país superou o mercado norte-americano em vendas em 2020, mostrando que as pessoas estão trocando os grandes centros pelo sossego do litoral e interior. Além disso, o Brasil possui excelente potencial para o turismo náutico, movimentando ainda mais o mercado. Portanto, não perca a oportunidade e procure as melhores opções.

Leia também: Como economizar com comida na viagem

Comments are closed.