8 cidades pequenas para morar com conforto

A pandemia do COVID-19 promoveu diversas mudanças na sociedade, sendo que a valorização da qualidade de vida e o trabalho remoto foram as principais. Nesse sentido, muitas pessoas começaram a buscar novas cidades para morar, sendo que as menores e interioranas foram as mais procuradas. Isso porque, oferecem maior tranquilidade no dia a dia, algo que impacta significativamente o bem-estar das pessoas, principalmente quando falamos daquelas que estavam acostumadas com o agito dos grandes centros. No entanto, não são todas que oferecem benefícios completos aos habitantes e, pensando em te ajudar, preparamos o post de hoje com as 8 melhores cidades pequenas para morar com conforto. 

1 – Itapema, Santa Catarina

Com pouco menos de 70 mil habitantes, muitos procuram por uma imobiliária em Itapema, em Santa Catarina. A cidade é muito tranquila para se viver, principalmente para famílias com crianças e idosos. Com elevados índices de saúde, educação e renda, o município oferece excelente qualidade de vida aos seus moradores. Além disso, itapema possui localização privilegiada, com fácil acesso a outras cidades do litoral catarinense, como Florianópolis e Balneário Camboriú, além de Navegantes, que abriga o Aeroporto Internacional. Portanto, para quem quer tranquilidade no dia a dia e ainda ter comodidades, Itapema é o lugar ideal. 

2 – Vinhedo, São Paulo

Com elevado IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,817, Vinhedo é uma das cidades que mais atrai novos moradores, vindos dos mais diferentes cantos do país. Uma curiosidade é que ela nasceu a partir de uma plantação de café na região e, atualmente, possui cerca de 78 mil habitantes. A apenas 75 km da capital do estado, São Paulo, a cidade é conhecida por possuir uma grande quantidade de condomínios com residências de alto padrão, além de ser uma das mais seguras do país. 

3 – Nova Lima, Minas Gerais

Localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, a cidade possui IDH de 0,813 e 96 mil habitantes. Nos últimos anos, se consolidou como uma cidade de condomínios de alto padrão para os moradores da capital que querem maior tranquilidade no dia a dia. Inclusive, é considerada a cidade mais rica do Brasil, oferecendo ótima infraestrutura, mobilidade urbana, segurança, opções de lazer, saúde e educação de qualidade. 

4 – Gramado, Rio Grande do Sul

Ainda que seja uma cidade turística e o principal destino de inverno do país, Gramado possui menos de 40 mil habitantes, sendo um excelente lugar para morar com tranquilidade. Suas belezas naturais encantam, assim como a estrutura, extremamente segura, com diversas opções de lazer, saúde e educação de qualidade. Inclusive, muitas pessoas deixaram suas casas nas capitais para se mudar para Gramado e aproveitar ao máximo essa charmosa cidade. 

5 – Joaçaba, Santa Catarina

Com apenas 30.404 habitantes, Joaçaba é considerada a capital do Vale do Rio do Peixe, localizada no oeste catarinense. A maior parte da população tem origem de migrantes gaúchos, de origem italiana e alemã, que com suas terras, deram início à produção agrícola no município. Além disso, também tem sua economia baseada em indústrias do setor metal mecânico, assim como possui excelente IDH. 

6 – Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul

Com menos de 250 mil habitantes, Novo Hamburgo é uma ótima opção para quem quer fugir do agito e dos custos mais elevados dos grandes centros. Com clima ameno e forte indústria, especialmente no setor de calçados, a cidade ainda possui localização estratégia, bem próxima de Porto Alegre, a capital do estado. Além disso, possui uma quantidade satisfatória de instituições de ensino superior e excelente infraestrutura, ambos pontos muito importantes quando falamos em qualidade de vida. 

7 – Foz do Iguaçu, Paraná

Ainda que seja casa de uma das Sete Maravilhas Naturais, as Cataratas do Iguaçu, o município não é considerado uma grande cidade, sendo uma ótima opção para morar com tranquilidade e custo de vida acessível. Localizada no interior paranaense, Foz do Iguaçu faz divisa com Argentina e Paraguai, possuindo economia movimentada, especialmente pelo turismo, assim como ótima infraestrutura. Dessa forma, comporta muito bem tanto os turistas quanto seus moradores. 

8 – Valinhos, São Paulo 

Outra cidade do interior de São Paulo, Valinhos faz parte da região metropolitana de Campinas, possuindo IDH de 0,819 e menos de 130 mil habitantes. Fundado há mais de 120 anos, o município tem como principais atividades econômicas as áreas de serviço, indústria, agropecuária e agroturismo. Famosa por suas belezas naturais, mata preservada e cascatas, é uma ótima cidade para criar os filhos. 

Conclusão

Então, agora que você já conhece algumas das melhores pequenas cidades do país para morar com conforto e qualidade de vida, já pode escolher onde será seu novo lar. Mas, não se esqueça de considerar fatores em conjunto, como opções de lazer, qualidade de serviços públicos, segurança, comércio, economia e outros pontos que podem afetar seu dia a dia. Dessa forma, você garante uma cidade completa e que irá atender todas as necessidades e demandas da família.

Veja também: Melhores cidades do interior de São Paulo para viver

Comments are closed.